link para site da Madereira Colina

   

PÁG. INICIAL
FEIRAS
FÓRUM
ANÚNCIOS
ASSOCIAÇÕES
LISTA DE CRIADORES
LOJA VIRTUAL
LISTA DE FORNECEDORES
OUTROS_SITES
MANUAIS DE CRIAÇÃO
COTAÇÕES
ARTIGOS
LIVROS
ENDEREÇOS
BATE PAPO
E-MAIL

 

VENDA PÚBLICA DE PELES

PORTO ALEGRE 08 E 09 DEZEMBRO 2001

Artigo escrito e gentilmente cedido por Carlos Luis Perez sobre a venda pública de peles de Porto Alegre em dezembro de 2001. O sr. Carlos Perez é presidente da associação nacional dos criadores de chinchila no Brasil, a ACHILA, juiz internacional e o pioneiro na criação de chinchilas no país possuindo mais de 30 anos de experiência como criador. Proferiu palestras e cursos na Argentina, Brasil e Chile junto a outros criadores tradicionais como Patrícia Sullivan do México; Hector Aleandri e Angel Orsi da Argentina, Guillermo Holzer do Chile e outros importantes criadores do Brasil.

 

No evento organizado pela Chillacenter em Porto Alegre no último fim de semana foram comercializadas aproximadamente 4.400 peles. Participaram mais de 100 criadores, alguns vendendo somente 2 ou 3 peles  ( iniciantes) e outros com lotes de até 500 peles.

Carlos Perez e Wanderlei Buotempi vendendo peles para 
       Sr. Brent Poley e Dr. Rogério Oliveira assistindo
 

 

Teve também o tradicional leilão de machos importados do Sr Shoot dos EUA e 03 deles superaram os US$ 1.000.  O  mais disputado atingiu o valor recorde de US$ 1.440 equivalentes a  R$ 3.450,00. Foram leiloados 41 machos e a média por animal foi de aproximadamente US$ 600 por reprodutor.  Todos os animais foram arrematados pelos presentes durante o evento que se prolongou até altas horas do Sábado num ambiente de muito companheirismo e alegria.  É de destacar também  a magnífica atenção dos anfitriões, a família Gutierres  de Oliveira, dada a todos os participantes.

 Durante a compra de peles realizada por Brent Poley da Canchilla Limited Associated de Canadá  observei que no Brasil nada mudou. Os bons criadores de sempre venderam suas peles na média normal de US 30 a  US$ 35 com picos de preços de  US$44 a US$50 pelas melhores ( grandes, densas, escuras e sobre tudo sem CLAPAS e com barrigas LIMPAS).   Muitos criadores venderam a preços  mais baixos.    ( peles pequenas, claras, muitas clápas, algumas com até 4 e 5 buracos, barrigas sujas ou  cinzas, imaturas, pêlo curto com tons vermelhos ou marrões,  etc..).

Com meus mais de 30 anos de criador e tendo participado de todas as vendas de peles realizadas no Brasil e muitas outras no exterior sempre me defronto com esta grande tristeza, e   as vezes me pergunto:  Será que nós, os mais antigos ( que não somos  poucos)  não ensinamos direito durante nossos  julgamentos nas exposições, palestras e cursos de como corrigir estes defeitos ou erros ?.   Será que todo este trabalho de ensinamentos  não serviu de nada ? Ou será que estes criadores foram mal orientados pêlos fornecedores dos seus animais, somente interessados em vender-lhes, sem se preocupar em repassar  os ensinamentos básicos ?.

Todos os manuais, livros, matérias em jornais, revistas, TV, etc. sempre tem algo a este respeito.  Sempre se fala muito sobre QUALIDADE, MANEJO e MANUSEIO,  fatores básicos para ser um bem sucedido criador de chinchilas.

Os maiores defeitos que o comprador  canadense apontou nas peles nesta venda pública foram sempre referente a estes três fatores assinalados acima e com maior assiduidade os referentes ao  manejo e manuseio.

 Os mais ouvidos foram:

 

Clapas  ( falta de pêlos e buracos)

Rasgadas ( costuradas, couro fino ou fraco )

Barrigas sujas ( amarelada)

Peles mal estaqueadas  ( fora de padrão e forma )

Falta de maturação ( fora de prime)

Reflexo vermelhos, amarelos ou marrons.

 

Na palestra proferida em 08 de junho de 1988, a convite do Nucesul, em Camaquã–RS  sobre o tema “PRODUÇÃO DE PELES” todos estes problemas foram muito bem tratados e explicados pelo que a  finalidade deste comentário será   mais uma vez falar sobre Manejo e Manuseio, tentando fazer um resumo dos erros e a melhor forma de corrigi-los.

 

PROBLEMAS  DE MANEJO E MANUSEIO

 

Na criação de chinchilas a palavra manejo refere-se ao trabalho realizado dentro do criadeiro com todos os animais e manuseio estritamente ao animal em si, e especialmente o destinado a  pele que é o fim da linha da nossa industria.   E é neste momento após a venda de suas peles que o criador  deve parar para pensar se tem que remanejar o seu plantel  ( se o problema for qualidade), as instalações ( se o problema for  manejo ) e por último o acabamento ou finish das peles (se o problema for manuseio).

 

Clapas.  ( Manuseio )  Esta é a principal causa dos preços baixos. Uma pele que normalmente vale US$ 60, com duas ou três clapas cai  hoje para US$ 24. Uma pele de preço  normal US$ 35 cai para US$ 12.  A culpa aqui é exclusivamente do criador.

Temos que ter muito cuidado com o manuseio deste animal no momento da extração da pele.  O primeiro e maior  cuidado devemos tê-lo  no momento de pegar o animal dentro da gaiola; seria muito bom o criador com uma das mãos pegar o animal e com a outra bem aberta coloca-la na frente da portinhola para evitar que ele pule para fora e machuque os pêlos ou se fira.  A gordura do couro deve ser raspada com muito cuidado e paciência.   Não devemos raspar muito profundo com a colher, faca ou raspador pois se atingirmos a raiz do pelo este ficara frágil e durante o curtimento os pêlos cairão.  Os locais que mais devemos respeitar são o pescoço ,as ancas e principalmente a região da barriga branca. ( borda da pele )

Devemos ter sempre a mão  estiletes ou bisturis a mais para fazer os cortes de uma passada só. Este material se não estiver bem afiado fará com que tenhamos que ir empurrando ele aos poucos até terminar o corte.    Cada vez que o estilete volte para continuar novamente o corte fará um dente na borda da pele e na hora de pretender  retirá-la do corpo, com certeza rasgará.

 

Peles rasgadas e costuradas

 

 Durante o curtume o profissional deverá costurá-la e desta forma o couro perderá sua resistência. Esta  costura será considerada pelo comprador ao equivalente a uma pele com duas ou três  clapas. ( 40% a menos do seu valor normal )

O manuseio de uma pele começa no exato momento em que desmamamos o animal. É a partir deste instante que todo cuidado é pouco.

Não devemos confundir clapas com tricofagía ou pelo comido.   O prejuízo do criador é o mesmo, mas as causas  são    diferentes.   Se  bem que na  tricofagía as causas principais devem-se a falta de ventilação, calor excessivo,  muitos animais por m2 e alimentação deficiente que são problemas de manejo, existem outras, principalmente a herança, que por ser mais complexa merece um capítulo aparte.

Peles com clapas

 

Barrigas sujas.   Aqui o  problema é de manejo.  Devemos trocar a maravalha dos animais destinados para pele uma vez por semana no mínimo. Se for possível duas. Ventilar bem o setor de animais para pele. Ventiladores de teto e exaustores são fundamentais em criadeiros com muitos animais por m2 ou poucas janelas.  Eliminar periodicamente os restos de alfafa e ração que ficam dentro das gaiolas.   Os talos e folhas de alfafa em contato com a urina e bandejas enferrujadas mancham as barrigas brancas.

O banho de carbonato é fundamental.  Não devemos reaproveitar este pó nos animais destinados a pele, peneirando-o.   Outro erro muito comum é  colocar  muita quantidade de pó na caixa de banho ( visitei criadores que colocavam até 15 colheres de sopa cheias ) pois, por ele ser muito fino e pesado sempre vai ficar socado como a areia das praias  e  a chinchila não vai conseguir movimentá-lo para dentro dos pêlos ao rolar sobre ele.  Acredito que duas ou três colheres de sopa cheias sejam suficientes para que o pó fique sempre solto e desta maneira possamos trocá-lo mais vezes sem aumentar as despesas. 

No Brasil temos épocas de secas e chuvas.  Durante a primeira (seca) podemos dar banho 3 vezes por semana, mas durante as chuvas é necessário faze-lo todos os dias.  Os frascos fixos de boca larga são muito úteis durante esta época nos animais destinados a pele.  As banheiras de chapa não podem estar enferrujadas ou com resíduos de pó colados dentro dela.    Lembremo-nos  que as  gaiolas e banheiras novas sempre tem que ser destinadas aos animais para pele. Em último dos casos, se a disponibilidade de gaiolas não é grande, pelo menos os machos sempre tem que ser desmamados nas melhores gaiolas. (geralmente de cada 50 machos desmamados só 2 ou 3 serão reservados para  reprodução ao contrário do que acontece com as fêmeas).

Peles superior e inferior: barriga limpa
      
Peles do meio: barrigas sujas

 

Pele mal estaqueada.   (Manuseio)   O criador deve respeitar a forma que os peleteiros da moda querem. Peles muito largas ou muito esticadas perdem valor.   Querer ganhar US$ 5 por uma pele mais comprida que foi esticada demais vai nos fazer perder US$ 15 pela falta de densidade no pescoço ( pêlos muito separados ).

A pele não pode ser estaqueada torta ou assimétrica. Existe um padrão que tem que ser respeitado e este padrão  mudou quase nada nos últimos 20 anos.


   Peles mal estaqueadas                                      Muito esticada - pescoço fraco

 

Fora de maturação. (manejo) Com 28 semanas de vida os animais destinados a pele devem começar a ser soprados em forma de cruz, da cabeça ao rabo e de um flanco ao outro nas ancas passando por cima do lombo ou costas.

O ciclo de maturação é quando o pigmento ou cor preta azulada sai do couro, percorre as milhares de  fibras do pêlo até se alojar na ponta ou véu.  A primeira maturação acontece aproximadamente as 32 semanas  e a partir daí se repete a cada  16 semanas  ( praticamente o mesmo do período de gestação).  Este ciclo é repetitivo e acontece durante toda a vida do animal.

            O frio influência muito na aceleração ou atraso deste ciclo de maturação porém, não é criando a baixas temperaturas que conseguiremos regrar este processo. A chinchila como outros animais reconhece as estações do ano através da duração dos dias.  Dias mais longos = estações quentes, dias mais curtos = estações frias.  No seu habitat natural se preparava para estas estações aumentando ou diminuindo a quantidade de pêlos um pouco antes da chegada do frio ou do calor.  Sabendo isto, o criador deve se preparar também para abater seus animais na  época certa.  

            Como a maioria das coberturas acontecem durante o inverno e os nascimentos  na primavera, com certeza todos estes animais estarão prontos para abate na segunda  maturação que acontecerá normalmente ao atingirem aproximadamente as 52 semanas de vida ( final do inverno e durante a primavera do ano seguinte ).

Com os animais nascidos nas outras estações devemos ter maior cuidado na observação do ciclo de maturação já que nos pode obrigar a realizar a retirada da pele na primeira ou terceira maturação, que logicamente não são as ideais, pois na primeira perderemos tamanho e na terceira o risco do pêlo sujar é maior; mas independente disso serão as que poderemos controlar melhor pois a quantidade de animais para abate será bem menor que os nascidos durante a primavera.

O ciclo de maturação começa pela cabeça, passa pelo pescoço e finalmente vai até a região da cauda, espalhando-se pelas costas, flancos e ancas como é mostrado na foto abaixo.   O animal fica no ponto ( prime ) durante aproximadamente 01 a  03 semanas.  Durante este tempo o criador soprará o animal e verá o couro em toda sua totalidade é de uma  cor branco/ rosado ou creme.

 

                                                              

 Pele da esquerda                  Pele da direira
                     está matura                   totalmente imatura

 

           Poderá ver também nas costas ou flancos alguns pequenos pontos escuros azulados, que se não são muitos ou grandes a sua interferência na qualidade da pele será quase nula ( acabamento ou Finish ).  Esta desculpa não vale para a região do pescoço que jamais devera ter esta cor azul escura ou uma dupla banda branca ( característica principal da região imatura com o pigmento subindo pelas fibras do pêlo) pois com certeza isto acontecendo a famosa e tão procurada cobertura de véu não se estenderá até a cabeça e os pêlos do pescoço ficarão ralos, claros, fracos e sem elasticidade.

 

 Obs.   Se todas as peles fossem iguais em tamanho, pureza, tonalidade, densidade, comprimento do pêlo, etc a pele da esquerda  ( matura )  valeria  US$ 45, a do meio US$ 30 e a da direita ( imatura) no máximo US$ 20.

 

Avermelhadas.  (manejo)  Se o criador, após realizar a análise da descendência ou provas de progênie, e chegar a conclusão que este problema não é genético ou hereditário terá de rever o estado das instalações de criação. As causas aqui podem ser:

               a)   Ventilação inadequada, ( excesso de umidade e amônia no ar).

 b)   Gaiolas  e bandejas enferrujadas. ( a ferrugem está sempre úmida pela falta de ventilação e juntamente com a amônia da urina tinge os pêlos da cor marrom)

 c)  Maravalha sem trocar seguidamente.

 d)  Falta de banho ou pó sujo.

e)       Água impura, sem filtrar ( o barro e ferrugem geralmente depositado nos fundos das caixas de água é ingerido e alguns dos  pigmentos podem passar para o couro que durante o ciclo de maturação passará para os pêlos ).

f)        Raios solares que entram pelas portas e janelas e batem diretamente em cima dos animas desbotam a cor cinza azulada do véu. 

 

   

 

Todos estes erros de manejo e manuseio podem ser corrigidos. É só o criador querer. Com paciência e boa vontade estes problemas podem ser saneados em poucos dias.  Muito diferente aos problemas provenientes de falta de qualidade que em alguns casos podem demorar  3, 5 ou mais anos.

Durante a venda. O Sr. Poley também  reclamou de outros problemas com as peles oferecidas, tais como peles pequenas, claras, barrigas cinza, avermelhadas, pelo curto, pouca densidade, etc. Estes problemas de qualidade que por serem mais complexos, serão tratados em outra oportunidade.

Este trabalho não é definitivo e como foi dito no inicio é um resumo das prováveis causas e efeitos que fazem com que uma pele seja vendida por um maior ou menor preço. Lembre-se. Não é a chinchila de boa qualidade que não dá lucro. Sempre será o mau criador.

 

Carlos Luis Perez

Presidente

ACHILA-BR

 

 

GALERIA
Confira a coleção de fotos de casacos dos principais nomes da costura mundial.  
página grande, leva em torno de 8 minutos para baixar.

Envie sua mensagem ;