Google
 
 

PÁG. INICIAL
FEIRAS
FÓRUM NOVO
FÓRUM
ANUNCIE
ASSOCIAÇÕES
LISTA DE CRIADORES
LOJA VIRTUAL
LISTA DE FORNECEDORES
OUTROS_SITES
MANUAIS DE CRIAÇÃO
ARTIGOS
LIVROS
ENDEREÇOS
BATE PAPO
E-MAIL

 

CAPÍTULO XI

 

DESPESAS E RECEITAS

 

Acreditamos ter descrito de uma maneira clara todo o rol de ítens necessários para a instalação de uma criação de chinchilas, bem como, a remuneração de seu produto principal - a pele. Existe a possibilidade de venda de animais - reprodutores e matrizes - que por certo darão uma excelente renda ao criador, porém, que só deve ser encarada como uma eventualidade. Consideramos, portanto, como única receita a venda de peles.

 

Torna-se mais difícil efetuar um estudo em cima de uma criação que está em crescimento, uma vez que o criador terá que continuamente investir em novas gaiolas e reduzir o número de abates e conseqüentemente a quantidade de peles para a venda em face do aproveitamento de crias para matrizes e reprodutores.

 

Por esta razão nosso trabalho é desenvolvido sobre um plantel já estabilizado e poderia ser efetuado com base em qualquer número de matrizes. Optamos, no entanto, por um plantel composto de 480 matrizes que consideramos como ser um criatório de tamanho médio.

 

Iniciamos pela descrição dos gastos, ou seja, investimentos (instalações, gaiolas e animais) e despesas de manutenção.

 

Como ainda não nos desprendemos da cultura inflacionária e como os preços das peles são sempre cotados em dólar, adotamos esta moeda em todos os nossos cálculos, utilizando a taxa de R$1,85. Atualizações poderão ser feitas utilizando a taxa cambial do dia.

 

.

 

Investimentos

 

Embora para efeito de Imposto de Renda - Pessoa Física (Cédula Rural) os gastos de investimento possam ser totalmente deduzidos no próprio exercício em curso, achamos melhor diluí-los por longos períodos de acordo com as normas fiscais e contábeis utilizadas em outras atividades. Consideramos, então, uma depreciação anual de 4% para construções e de 10% para equipamentos para o rateio dos investimentos.

 

Nosso plantel hipotético de 480 matrizes, conforme poderá ser observado na Tabela I e IV do Capítulo IX, estará em sua totalidade assim constituído:

  • 80 Machos em Cria (Reprodutores) *

  • 480 Fêmeas em Cria (Matrizes)

  • 60 Filhotes Machos *

  • 60 Filhotes Fêmeas *

  • 360 Machos Novos

  • 360 Fêmeas Novas

  • 120 Peleteria de Machos

  • 120 Peleteria de Fêmeas

T o t a l ............ 1640 animais

 

* não necessitam de gaiola própria

 

 

Galpão

 

Para este plantel estima-se uma necessidade de 1400/1500 gaiolas que poderiam ser abrigadas num galpão de 180 metros quadrados.

 

Desta forma podemos considerar:

  • galpão de 180 m2 a R$150.00 o m2 US$ 14.600,00

Equipamentos incorporados ao imóvel

  • 4 aparelhos de ar condicionado US$ 2,600.00

  • 8 ventiladores de teto US$ 220.00

  • 4 exaustores US$ 180,00

T o t a l US$ 3.000,00

 

 

Gaiolas

 

No custo de cada gaiola incluímos as despesas com o estrado sobre o qual são empilhadas e os custos de mangueiras, bebedouros e colares para as fêmeas em reprodução. Os investimentos em gaiolas importariam em:

  • 480 gaiolas de reprodução à R$28,00 US$ 7.300,00

  • 1020 gaiolas de peleteria à R$25,00 US$ 13.800,00

T o t a l US$ 21.600,00

 

Não existe a necessidade de aquisição imediata de todas as gaiolas, uma vez que elas somente serão utilizadas na medida em que o plantel for evoluindo.

 

 

Matrizes

O preço de uma família (1 macho e 6 fêmeas) está variando no mercado entre US$2,000,00 e US$3.500,00. Consideramos o investimento inicial de US$ 2.500,00, entendendo-se que a criação iniciou com uma família apenas. Poderá ocorrer a necessidade de compra de eventual reprodutor e que o criador adquira mais algumas matrizes durante os primeiros anos de atividade, a fim de acelerar o crescimento de seu plantel. Se os animais do criatório forem de boa qualidade poderá ser feita a troca com outro criador, diminuíndo-se assim os gastos neste item. Para efeito de cálculo atribuímos o valor de US$8.000,00 de investimento nesta rúbrica.

 

O investimento total importaria, portanto, em US$ 47.200,00.

 

 

Despesas de Manutenção

 

Entre as despesas de manutenção temos as de natureza fixa e as de natureza variável. Nossos cálculos todos se desenvolvem em cima do custo de um animal / mês.

 

 

Despesas Variáveis -

 

Alimentação:

  • a ração ao preço de US$ 8,40 a saca de 25 kg e
    cada chinchila consumindo cerca de 25 g diários
    teríamos um custo mensal de US$ 0,252;

  • com o consumo mensal de 300 g de alfafa ao preço
    médio de US$ 0,53 por quilograma
    despenderíamos US$ 0,158;

  • devido a variedade de componentes do
    suplemento e em virtude de ser ministrado
    somente para as matrizes não iremos descrever
    aqui o cálculo que efetuamos para chegar ao
    dispêndio médio mensal de US$ 0,087para este
    item.

O gasto médio mensal por animal em alimentação seria de US$0,497.

Higiene:

  • como nem todos animais ocupam sua gaiola
    (reprodutores e filhotes em lactação) cada saca de
    maravalha que vale US$ 0,50 é suficiente para a
    troca em gaiolas que corresponde a 20 animais e
    como a troca é efetuada 4 vezes ao mês, teríamos
    um gasto mensal de US$ 0.100;

  • no pó de mármore é que temos constatada a maior
    variação de preço numa saca de 40 kg (US$ 2,17 a
    US$ 10,80), porém, considerando-se um preço
    razoável de US$ 4,00 a saca teríamos um gasto de
    US$ 0,040 por animal.

Em higiene teríamos um gasto mensal de US$ 0,140por animal.

 

Saúde:

  • em face da rusticidade dos animais são poucos os
    gastos com medicamentos e, na média, tem-se
    mantido em torno de US$ 0,053.

Teríamos, então, uma despesa variável mensal de US$ 0,693 por animal.

 

 

 

Despesas Fixas

 

Salários:

  • Embora a criação de chinchilas seja geralmente
    cuidada pelo seu próprio dono, principalmente, em seu
    início temos que considerar a demanda de
    mão-de-obra. Nos dois primeiros anos apenas alguns
    poucos minutos diários são suficientes. À medida em
    que a criação cresce aumenta a necessidade de mais
    mão-de-obra, sendo que nossos criadores associados
    tem gasto em média US$ 300,00 de salários, já
    incluídos os encargos sociais.

Energia elétrica:

  • Como a utilização de ar condicionado em nossa região
    só é necessária em poucos dias do ano, não tem sido
    elevado o valor despendido neste item. Para nossos
    cálculos consideramos um valor médio mensal de US$35,00.

Chegamos assim a um gasto fixo mensal de US$ 335,00.

 

 

Total das Despesas Anuais

 

Vamos agora calcular o montante das despesas anuais de nossa criação hipotética não nos esquecendo, porém, de adicionar um valor para gastos eventuais:

 

  • depreciação de 4% sobre o valor do imóvel de US$14.600,00 -
    US$ 584,00

  • depreciação de 10% sobre os demais investimentos
    US$32.600,.00 - US$3.260,.00

  • custos variáveis (12 meses x 1640 animais x US$0,693 -
    US$ 13.638,24

  • custos fixos (12 meses x US$335,00) - US$4.020,00

  • gastos eventuais (arbitrado) - US$ 200,00

Total Anual US$ 21.702,24

 

 

 

Custo de uma pele

 

Teoricamente podemos produzir com este plantel uma média mensal de 120 peles que representaria durante o período de um ano 1440 peles para comercialização. Teríamos, ainda, que considerar a substituição de matrizes e reprodutores a que destinamos 84 animais (15% de 560). Dificilmente as peles dos animais substituídos teriam valor comercial. Assim ficaríamos com uma produção anual de 1356 (1440 – 84) peles a um custo unitário de US$ 16.005. A este custo deve-se acrescentar ainda as despesas de curtume.

Existem criadores que levam em consideração somente os valores correspondentes a custos fixos e variáveis para efeito de cálculo do preço da pele. Teríamos neste caso, então: (13,638.24 + 4,020.00) : 1356 = US$ 13.023.

“Vendedores” de matrizes para facilitar suas “operações” fazem cálculos mais “simplistas”, multiplicando o número médio de meses para a chinchila chegar a ponto de abate pelo somatório dos custos variáveis mais custos fixos (total/número de animais):

 9 x (0.693 + 0.205) = US$ 8.082

 

É preciso ter muito cuidado!  Somos favoráveis que se use o primeiro valor (US$ 16.005) como base de cálculo para se chegar a um resultado mais realista.

 

Há de se considerar, ainda, que estes custos poderão ter pequenas variações de uma região para outra e que dependem muito do índice de fertilidade de cada plantel, sendo inversamente proporcional a este índice.

 

 

 

Receitas e Resultado

 

Como já falamos anteriormente a receita básica de um criador de chinchilas é proveniente da venda de peles.

 

O preço da boa pele pode variar de US$ 35.00 a US$ 100.00. Tudo depende de dois fatores básicos: a qualidade do rebanho e o manejo adequado. A combinação correta destes dois fatores fará com que o criador determine o preço de suas vendas.

 

Antes de vender as peles é necessário que o criador as envie para curtume. Como o valor aqui despendido, geralmente, é abatido na fatura de venda não o consideramos como gasto. Fica mais fácil deduzi-lo da receita, bem como, outras despesas que por ventura vierem a ocorrer. Passamos, desta forma, a considerar como receita o valor líquido de venda.

 

Criadores de nível médio, entre os quais já podemos enquadrar alguns de Santa Catarina, tem conseguido um valor médio líquido em torno de US$ 30.00 o que lhes garante um lucro de US$ 13.995 por pele produzida. Podemos considerar, portanto, que este plantel de 480 matrizes nos propicie um faturamento anual de US$ 40,680.00 (1356 peles x US$ 30.00) alcançando um lucro líquido de US$ 18,977.76 (40,680.00 – 21,702.24).

 

Caso o empreendedor não consiga uma média líquida superior a US$ 16.005 estará trabalhando no vermelho. Há criadores, no entanto, que tem atingido uma média próxima dos US$ 40.00, o que lhes garante um retorno superior a 100% sobre o investimento.

 

Temos ciência de que no exterior há criadores que já atingiram a média de US$ 60.00 por pele. Como a criação no Brasil ainda está numa fase inicial, resta-nos a expectativa de elevar nossa média paulatinamente até alcançarmos a de outros países mais avançados na exploração desta atividade.

 

Desta forma, o lucro anual de nossa criação poderia ser de US$ 18,977.76 ou US$ 32,537.76 ou US$ 59,657.76 , dependendo da média de venda alcançada - 30, 40 ou 60 dólares.

 

Percorrendo os dois caminhos - melhoramento genético e aprimoramento do manejo - podemos buscar paulatinamente a redução de custos para obter um maior rendimento.

Envie sua mensagem

Última atualização: 03 maio 2002

 

 

 

GALERIA
Confira a coleção de fotos de casacos dos principais nomes da costura mundial.  
página grande, leva em torno de 8 minutos para baixar.

Envie sua mensagem ;